terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Leite - só se for materno ou de soja!

Com certeza, você cresceu ouvindo que leite é um alimento saudável e que você deve tomar muito, para crescer com ossos fortes, pois é uma excelente fonte de cálcio.

Bem, como estou sempre na contramão, eu não tomo leite de origem animal. Na minha geladeira, você só vai encontrar leite de soja. Meus filhos, na minha casa, só tomam leite de soja. E pasmem: eles adoram. Amamentei a cada um deles por mais de um ano e meio, sem precisar recorrer a chupetas ou mamadeiras. Meus filhos não sabem o que é uma chupeta. Minha filha não sabe o que é tomar leite na mamadeira.

Meus colegas de trabalho sempre me diziam: “Que mãe malvada que você é! Não dá chupeta ou mamadeira para seus filhos!”. Sim, claro, fui muito malvada. Nunca permiti que meus filhos estragassem sua arcada dentária com as chupetas, nem que enchessem seus estômagos com litros e litros de leite de vaca. E sabem? Eu acho que estou certa em minhas decisões, pois sempre escolhi o que é melhor para meus filhos.

Eu participo de ações em defesa do
aleitamento materno.
Eu
amamentei meus filhos.
Eu nunca dei
mamadeira à minha filha.
Eu acredito que
leite de vaca faz mal à saúde.
Eu sou
vegetariana e evito, ao máximo, os laticínios.
Eu faço boicote à
Nestlé.

É, eu sou diferente.

4 comentários:

Drika Bruzza disse...

Na verdade, eu não acho mérito ou demérito ser radical com as coisas. É uma lei natural de algumas pessoas, proibir, conceder, fazer ou não alguma coisa.
No caso do leite de soja, julgo não ser leite, porque soja não tem teta e as sojinhas não mamam nelas, mas concordo que o leite de vaca anda meio perigoso ultimamente e eu ando com o pé atrás por causa disso.
O melhor de todos os tipos de leite é sim, o materno, mas infelizmente isso é privilégio de poucas: ou porque trabalham, ou porque não trabalham, porque deixa os peitos caídos (??!??) ou porque machuca, cada uma tem uma desculpa quando não quer. Eu me rendi à mamadeira porque meu filho tinha nojo (sério!!!) de mamar no peito (e olha que meu peito é bem ajeitadinho!!!) e o jeito era tirar e mandar ver na "teta" de plástico. Aí ele tomou o leite e por isso hoje é um tourinho, graças à isso e outras coisas mais, claro.
Não acho que radicalismo seja saudável, embora eu saiba que tu deixa eles viverem com um certo grau de liberdade pra comer um churrasco ou uma porcaria de vez em quando, mas ser radical em 100% das ações é chato demais... e eu sei bem o que é isso, porque pra mim, dar uma arminha, um revólver de presente pro meu filho é pedir pra ser expulso da festinha, ou colocar funk é expulsar a mim de qualquer festa. Sou meio radical em algumas coisas, mas prezo muito a disseminação da fantasia e da curiosidade numa criança. E bem, acredito no poder de decisão deles.
Agora... sobre a chupeta... Ah, menina, que pro meu é um Santo Remédio, é ;) hehehe.

Beijos, Carla Guevara!

Raphael disse...

Perguntas que não querem calar:

- Leite de soja, isso existe?!
- Como é que se ordenha soja!
- Soja tem teta?

=8-þ

Vera Falcão disse...

Oi, Carla, vim retribuir a visita ao Fora do Manual e já comprovei que temos muitas idéias e posicionamentos em comum, por exemplo, os desse post (com exceção de um deles...).
Amamentar é o contato mais íntimo que vc pode ter com seu filho, além de nutri-lo com qualidade e amor e ajudá-lo a criar imunidade. Isso para mim é a regra, não importa o que a Nestle diga ou aquele papo de "meu leite é fraco" ou "não quero ficar com o peito caído" etc. Claro que existem algumas situações em que a mãe não pode amamentar MESMO, mas são raras e quem foge desse contato, nunca vai saber o que perdeu.
Leite de vaca é para o bezerro. E ponto. Toda a constituição desse leite é dirigida a fortalecer BEZERROS e não HUMANOS, enfim, cada espécie tem o leite certo para a sua cria. Tomar esse leite é um hábito que foi introduzido na nossa alimentação e como todo mau hábito, graças a Deus, pode ser eliminado (assim como todos os integrantes do BBB...).
Então, chegamos ao "leite de soja", ironizado pelo cidadão acima... que eu saiba côco também não tem teta nem tampouco é ordenhado, mas tem um leite danado de bom... Querida Clara, é nesse quesito - leite de soja - que vou discordar de você! Entre os inúmeros leites vegetais, que podem ser feitos a partir de sementes e grãos, ricos em proteínas, o de soja não considero recomendável por vários motivos, citando aqui alguns deles:
1) os fitatos – ou ácido fítico – reduzem de forma marcante a absorção de vários importantes minerais alimentares; 2) entre os nutrientes da soja os fatores alergênicos tem alta relevância.
Apesar de o leite de soja ser oferecido ao consumo como um produto hipoalergênico, os produtos à base de soja são reconhecidamente indutores de alergia; 3) a soja é rica em isoflavonas e é sabido que as isoflavonas têm atividade biológica similar aos estrogênios, cuja ação negativa não é uma novidade. Vivemos a explosão da soja e ela tem que ser consumida pq a produção está nas alturas, então praticamente tudo industrializado que comemos hoje tem SOJA na composição.
Well, esse assunto é longo e denso, tenho mil arquivos sobre ele e até uma comunidade no orkut que fala sobre a validade de tornarmos esse grão um FATOR DIÁRIO na nossa alimentação. Vale até uma postagem na FDM, a seguir.
Encerrando meu extenso e interminável post, passo a receita do leite que minha caçula começou a tomar após os 6 meses (apesar de alimentar-se ao seio até os 2 anos), mas há leites vegetais hiperfáceis de fazer, bastando deixar as sementes de molho ou até flocos de creais, como a aveia.

LEITE DE GRÃOS (receita da Sonia Hirsch)

4 CS de arroz integral
2 CS de arroz moti ou aveia em grão
1/2 CS de trigo ou cevada
1/2 CS de feijão azuki ou lentilha
1/2 CS de gergelim claro
4 partes de água para 1 de sólidos
Cozinhe em fogo baixo, mais ou menos 3 horas, em panela esmaltada, se for de ferro, melhor, mexa para não grudar no fundo. Na superfície, a parte mais rala, é o leite; no fundo, os grãos desmanchados, é a papa. Passando-a na peneira, vira o creme que vc mistura com legumes ou vegetais, um caldinho de feijão, invente.
Não usei mamadeira, dei de colherinha, depois o copo.

Bjs, Vera Falcão

Carla Beatriz disse...

Oi Vera,

Muito obrigada pelo teu comentário em meu blog, tua contribuição foi extremamente rica!
Na verdade, eu me rendi ao "leite" de soja por ser o mais prático e já comprar pronto no supermercado, mas tenho consciência de que ele não é a melhor opção entre os leites vegetais. Mas era ele ou o leite de vaca e entre os dois, escolhi o de soja.
Adorei a receita, vou tentar fazer!

Beijos,

Carla