quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A crise me pegou ...

Faz tempo que não tenho postado no blog, porque as coisas não andavam nada bem em meu trabalho e eu estava extremamente desanimada para tudo, inclusive para blogar. A semana começou turbulenta, com o Sindicato fazendo paralisação na porta de minha empresa em função da demissão em massa anunciada na semana anterior. Na sexta-feira, o pior aconteceu: fui demitida, juntamente com 240 outros colegas.

Foi a primeira vez, em 12 anos, que fui demitida. Desde que comecei a trabalhar na área administrativa, em 1997, eu sempre pedia demissão de um emprego, para começar em outro. Fazia 5 meses que eu estava neste emprego. Recusei uma proposta e uma entrevista em duas empresas diferentes, para ir trabalhar ali e deu no que deu. Sou uma desempregada agora. Como podem imaginar, passei o Carnaval muito depressiva, sem ânimo para nada. Tudo bem que eu não pulo Carnaval e nem olho os desfiles das Escolas de Samba, mas como desempregada, nem pude pensar em sair e gastar, já que não sei quando voltarei ao mercado de trabalho e preciso economizar cada centavo, já que sou a única provedora de minha casa. Meus filhos dependem de mim para nosso sustento, pois moro sozinha com eles e sou descasada. Já comecei a fazer cortes, iniciando pela creche particular da minha filha. Ela iniciaria no Jardim de Infância neste ano e eu optei por deixá-la na escola particular, ao invés de matriculá-la na escola pública, já que eu recebia o reembolso-creche da empresa em que trabalhava. Sem salário e sem reembolso, não tive alternativa, senão tirá-la dessa escola e batalhar para tentar conseguir uma vaga em uma escola pública, cujas aulas começam na semana que vem. Se não conseguir, paciência, ela ficará comigo e eu mesma a ensinarei, afinal, é somente Jardim de Infância, e não 1º ou 2º ano do Ensino Fundamental.

Já faz um tempo que tenho pensado em trabalhar por conta própria e acho que vou fazer isso mesmo, já que no passado eu me sustentava com aulas particulares, na época em que estava na faculdade. Tudo bem que eu era solteira e morava com meus pais, mas penso em "atacar" em várias frentes nas áreas em que domino conhecimento, pois sou formada em Matemática e sou fluente em Inglês e Espanhol. Alguém precisa de uma aula particular? Estamos aí ... :-)

Enfim ... o ano começa realmente em março e eu estou com um novo desafio e em busca de novas perspectivas. Espero que 2009 seja mais generoso comigo daqui por diante.

18 comentários:

Vera Falcão disse...

Ânimo, Carla!

Segurança é um estado relativo e as mudanças sempre trazem um lado bom, aquela história de "uma porta que se fecha mas uma janela que se abre"!
Se te ajuda em alguma coisa, sou autônoma há muitos anos, trabalho em várias áreas, enfim, minha situação financeira é bastante flutuante mas isso não impede que eu seja feliz (também não dependo de maridão para sobreviver...).
Estou sempre pensando em novas formas de ganhar dinheiro e investindo em alternativas: às vezes, é um tanto estressante, pois vivemos num sistema capitalista, mas também me sinto satisfeita por não ter um patrão e nem relógio-ponto para me controlar! rs

bjs e "pra cima com a viga, moçada"!

Elaine disse...

Olá!
Carla, minha querida, que pena!
Mas sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, não é?
No idioma japonês os mesmos ideogramas que são usados para escrever crise são também usados para escrever oportunidade; depende de como nos colocamos diante da vida e você, ao criar filhos sozinha, já provou de qual têmpera é formada.Tudo vai dar certo, se Deus quiser!!!
Vou rezar por você e tudo vai se ajeitar.
Beijos.

Andréa N. disse...

Carla, em primeiro lugar sinto muito pela demissão. Deve dar mesmo um medão passar por isso assim logo no comeco do ano. Mas olha soh, tenta não ficar depressiva. Tenta encarar isso como um sinal bom, um desafio positivo que a vida esta te dando pra vc encarar o lance de ser dona do proprio nariz e ter o proprio negocio. Vc tem um talento fenomenal com as palavras e vai se dar SUPER bem ensinando. Comece a preparar seu "escritorio/sala de aula" em casa e anuncie em escolas e locais publicos, comecando pela sua vizinhanca. Vou ficar aqui na torcida, ja tendo certeza de que vai ficar tudo bem. Tenha fe e tenha certeza antes mesmo de comecar - isso ja sera meio caminho andado pra tudo dar certo. Beijão!

Max disse...

Oi Carla,

Ó minha linda...ânimo! As coisas vão melhorar!

Nem sei o que dizer, porque tudo o que eu diga pode não cair bem, nesta hora...mas estarás no meu pensamento e orarei por ti!

Quanto à tua ideia de dar aulas particulares...é muito boa! Deverias tentar isso mesmo! Quem sabe se não é uma oportunidade para enveredares por um novo percurso profissional?

Estou contigo, em espírito; força! :)

Beijos e uma abraço bem forte!!

Estamos Grávidos disse...

Oi Carla!!
Muita força nessa hora. Acredite que as coisas irão se ajeitar e que outras portas com certeza abrirão. No começo é um turbilhão de coisas, é o estresse, é a incerteza, mas aos poucos as coisas entram nos eixos e siga em frente com os seus projetos. E outra, com a sua experiência e anos de empresa você conseguirá alguma outra colocação. Estou torcendo por voce.
Beijos : )

Lola disse...

Oi, Carla,

Estava vendo uns vídeos que uma amiga pediu que visse em seu orkut e encontrei dois que me chamaram a atenção, um sobre aborto, que até postei em meu blog e outro sobre parto normal. Lembrei que havia uma amiga que gostava de falar sobre o parto normal, porém, não lembrava o nome da amiga. Primeiro passei o vídeo para Geovana, até pedi para ela passar para frente, depois, lembrei que é você.
Perdoe-me pela falha da minha memória! Achei interessante, caso queira ver: http://www.youtube.com/watch?v=b6lI62o26Zc


Beijão!

Cristiane A. Fetter disse...

Carla, isso vai passar, é só mais um desafio.
É difícil com duas crianças, mas vai dar tudo certo.
bjks

Geovana disse...

"Pode ser que, a princípio, não veja o quanto a perda fertiliza o solo para o grão... mas confie em que assim será". O fracasso conduz ao florescimento.(A Caixa dos Segredos)

Então Carla, por mais difícil que seja perceber, Deus fecha uma janela para abrir uma porta. O ruim vem para semear o bom e assim será se sua fé e sua mente assim desejar. Absorva a perda e mude de acordo com o vento.

Não sei em que posso contribuir, mas estou às ordens.

Abraço.

Clube Sapeca disse...

Carla, só não sinto totalmente o mesmo que você porque eu já estava desempregada à um certo tempo. E outra porque sou casada e tenho meu marido que (infelismente) carrega toda responsabilidade da casa sozinho. Mas sei o que sente, pois é muito difícil ter crianças ao nosso lado, que são nossa responsabilidade e dependem de nós para tudo. Até mesmo para uma vida digna. Também tenho medo, amiga. Estou desesperada atrás de emprego. E cada dia que passa, o medo aumenta, pois nós nunca sabemos o dia de amanhã.
Mas sabe o que me fortalece, e que com certeza te fortalece também a enfrentar tudo isso e principalemnte qualquer coisa que tiver que fazer para não se entregar?! Nossos filhos. Isso mesmo. Estes que nos preocupa tanto, que são nossa responsabilidade, que nos faz chorar se algo acontecer por nossa culpa ou possivel fraqueza, eles é quem nos fazem desistir desses pensamentos horríveis e fazem com que possamos encarar qualquer coisa para continuar em frente!
Pegue o sorriso e gargalhada de cada um de seu porto seguro (seus filhos, sua vida) e carregue em punho, como lembrete de boa sorte a cada passo que der em busca de sua oportunidade, e lembre-se que isso é passageiro e que tudo irá ficar ainda melhor!
Você tem talento, competência, não precisa nem conviver com você para saber disso. Dá para sentir pelas palavras que nos presenteia regularmente em seu blog, principalmente falando de algo tão amoroso, carinhoso, delicado...: bebês, filhos, crianças, partos...vida!
Muita paciência, muita sorte, muita luz para vocês.
Beijo carinhoso.
Carol Macedo

Drika Bruzza disse...

Carlinha... Tu vai conseguir. Tu TEM que conseguir, e não há outra forma. Confio em ti, ok? Sempre.

Por obséquio, poderias me enviar as fotos da tua câm do aniver?

Beijoooos!!!!

Lola disse...

Oi, Carla,

Voltei... Triste sua situação, mas, acredite em Deus e siga em frente que tudo dará certo!
Entendo você, pois, também estou sem emprego fixo e sou divorciada, moro com meus dois filhos, e vivo por minha conta, um pouco parecido...O jeito, foi fazer como você falou, aulas particulares e também trabalho com vendas, dá para segurar até chegar a minha hora e conseguir algo melhor!!!

Siga em frente, faça sua parte que Deus te ajudará, nada acontece sem a permissão de Deus!!! Confie!!!

Beijo, enorme e sucesso!!!

Isabella disse...

Oi Carla, como seu post já tem alguns dias, espero que você já esteja mais animada e que algo já tenha aparecido! U novo emprego ou uma das suas iniciativas.
Entendo como vc se sente ao ser despedida, viu? Não é fácil. Mas fique firme que há males que vem pra bem!

beijos e já estou de volta aos EUA.

luzdeluma disse...

Carla, vi pelos comentários que bons conselhos e boas estimas não lhe faltaram. Sinto muito pelo que aconteceu e espero que tenha boa sorte nesta nova empreitada.

Feliz dia da mulher!! Beijus

Geovana disse...

Carla, como está? Como andam as coisas? Abraço.

Juca disse...

Oi, Carla!

Estava acompanhando o desenrolar dessa situação, mas sem saber o que te dizer, pois, como disse a Max, nada do que eu diga mudará sua situação de desemprego.

Enfim, resolvi deixar aqui um abraço e o desejo de que consigas superar esta etapa sem maiores problemas!

Boa sorte!

Beijo!
Juca

Andréa N. disse...

Carla, mande notícias quando puder. Estamos ansiosos pra saber que vc está bem e mandando brasa, quebrando tudo, arrasando com teu talento e inteligência. Beijão!

Sonia Regly disse...

Amiga Querida,
Para Deus não há impossível, confie, Ele têm o melhor para vc.Eu creio que o Senhor não te desamparará, ele vai continuar cuidando.Beijos

Isabella disse...

Oi Carla, passando aqui pra ver como vc está.
Continuo na torcida!
bjs