sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Celebridades, Parto Normal e Cesárea Desnecessária

Muitas pessoas se inspiram nas celebridades, por isso o Ministério da Saúde as tem usado para promover suas campanhas de incentivo ao parto normal e da amamentação. Mas é sempre bom separar o joio do trigo, sabendo que nem todas as celebridades são um bom exemplo a ser seguido, principalmente quando elas optam por uma cesárea eletiva (e desnecessária), deixam o filho recém-nascido para trabalhar ou desmamam precocemente seus bebês.

A Renata, do blog Mamíferas, escreveu um excelente texto a respeito da experiência de amamentação das celebridades e que vale a pena ler. Ali, ela fala bandeira levantada pelas mulheres de "não ser menos mãe" e da preciosa oportunidade que essas mulheres deixam de aproveitar para crescer e se empoderar.

Eu digo mais: as mulheres que optam por uma cesárea eletiva, ou que queriam um parto normal, mas acabam sofrendo uma cesárea e se resignam, dizendo: "Não deu para ser parto normal, mas meu bebê nasceu bem e eu não sou menos mãe por causa disso", sem ao menos questionar o porquê daquela cesárea, estão enganando a si mesmas. (É importante dizer que eu não sou contra a cesárea, e sim contra a cesárea desnecessária e sua conseqüente banalização)

Em um universo de 80% de cesáreas em hospitais privados, dá para perceber que algo está errado: ou as mulheres perderam a capacidade de parir, ou a cesárea está sendo banalizada e as mulheres adotam o discurso "não sou menos mãe" para não se sentirem inferiorizadas em relação às mulheres que tiveram seus filhos de parto normal. Aceitar passivamente que "não deu para ser normal" e considerar a cesárea como um "parto indolor" tem sido prejudicial para as mulheres que vão ter seus bebês após elas.

Em minha opinião, Cada vez que uma mulher opta por uma cesárea eletiva, ela está diminuindo as chances de outra mulher ter seu filho de parto normal, pois o médico irá induzir essa outra mãe a ter seu filho de cesárea, para facilitar a vida dele. Quanto mais mulheres tiverem seus filhos de cesárea desnecessária, mais mulheres terão que lutar para ter seus filhos de parto normal e não serem bem sucedidas em muitos casos, como eu já vi acontecer. Isso é o mais triste: essas mulheres querem ter seus filhos de parto normal e não conseguem, porque os médicos não estão mais preparados para atender um parto e sim fazer uma cesárea, que deveria ser feita em somente 15% dos casos.

Por isso, é louvável quando celebridades como a Fernanda Lima têm seus bebês de parto normal, para mostrar às mulheres que é possível sim, parir o filho naturalmente, sem precisar recorrer à cesárea desnecessariamente.

Mais louvável ainda é quando mulheres comuns se unem para dar orientação e apoio umas às outras, como os sites Amigas do Parto e Parto do Princípio e a ONG Amigas do Parto. Com essas iniciativas, as mulheres brasileiras têm acesso a informações e têm a oportunidade de vivenciar um parto normal e empoderador, além de conseguir amamentar seus filhos.
Aproveitem e leiam esta reportagem da revista Galileu: Parto sem Cortes, que mostra a história de mulheres que optaram ter seus bebês de parto natural, sem a aplicação de anestesia e até mesmo longe de médicos e hospitais.

6 comentários:

Caroline Macedo disse...

Carla, lindo o texto e muito legal sua bandeira a favor do parto normal.
Meu parto cesárea foi urgente (de verdade)porque a Isadora já havia defecado no útero. Não tinha o que esperar, apenas com 3 dedos de dilatação, para ter um parto normal. Uma pena!!!
Sou super a favor do parto totalmente normal. Quem sabe se eu realmente tiver mais um bebê!? Aí poderei me preparar para um parto normal de verdade!
Beijos enormes.

Sonia Regly disse...

Carlinha,
Parabéns pela Postagem de informação e ajuda às mamães.Têm um interessante postagem sobre : Como turbinar seu cérebro. Passe por lá, é sempre uma alegria recebê-la.Beijão!!!!Que Deus abençoe sua semana ,prosperando tudo em que suas mãos tocarem.A Paz!!!!

Tata disse...

ótima reflexão, Carla! e de grãozinho em grãozinho, vamos mudando a realidade, não é? afinal, é preciso começar de algum lugar... obrigada pelas visitas e comentários no mamíferas.
bjo

Carla Beatriz disse...

Caroline,
Presença de mecônio não é indicação para cesárea. Se a neném estava bem, vc poderia ter tido um parto normal.
Infelizmente, aqui no Brasil, os médicos usam qualquer desculpa para induzir as mulheres à cesárea.
Saiba que vc pode perfeitamente ter seu próximo bebê de parto normal - é o chamado VBAC (PNAC, em Português), Parto Normal Após Cesárea.
Beijos

Carla Beatriz disse...

Sonia,
Eu sou apaixonada pelo tema e não consigo me conformar com os índices alarmantes de cesárea neste país.
Beijos

Carla Beatriz disse...

Tata,
Ainda somos poucas as mulheres em defesa do parto normal, mas o número aumenta a cada dia. Espero que, no futuro, nossas filhas tenham a opção de ter um parto normal, sem ter que precisar brigar para isso.
Beijos