segunda-feira, 3 de março de 2008

Primeiro dia de aula

Hoje foi o primeiro dia de meu filho na escola pública. Depois de três anos estudando em escolinhas particulares, ele foi cursar o Jardim B em uma escola estadual. Eu, mais ansiosa do que ele, pois minha mãe me disse que eles não pedem muito material escolar. Como assim? Minha filha ainda está em uma escolinha particular e a lista de material escolar é imensa, assim como era a lista de meu filho nos anos anteriores. Lápis de cor, canetinha, giz de cera, pincel, cola colorida, purpurina, massa de modelar, cartolina, papel celofane, gessado, laminado, jogo didático, livro, blocos de papel para desenho, uma lista interminável. Como pode ser diferente na escola pública? Para não faltar ao trabalho, minha mãe foi à reunião de pais deste primeiro dia de aulas, mas sinto que fiquei com um monte de perguntas na ponta da língua. Vou ter que dar um jeito de ir conhecer a professora de meu filho, a sala de aula, ver o método de ensino que utilizam em aula, o material de que eles dispõem. Bem, o fato é que estudei a maior parte de minha vida em escola pública e aprendi bem, tanto que fui aprovada no meu primeiro vestibular para uma universidade federal, então por que seria diferente agora? Pretendo acompanhar de perto o desempenho de meus filhos na escola, assim como meus pais fizeram a vida toda comigo e meu irmão. Aliás, já acompanho, checo diariamente a agenda da escola, respondo recados da professora e ajudo nas tarefas de casa de meu filho, porque minha filha ainda não recebeu nenhuma.

Um pouco antes do almoço, liguei para ver como estavam as crianças e tive o seguinte diálogo com meu filho:

- Hoje é teu primeiro dia na escola nova, meu filho, que legal, né?

- Mas mãe, eu não gosto de escola!

- Bem, tu não tens muita escapatória. Todo mundo tem que ir para a escola. Eu fui, teu tio Fábio foi, teus avós foram ...

- Mas e se eu não gostar da escola nova?

- Claro que vais gostar.

- Mesmo?

- Mesmo.

- Então tá bom, vou à escola.

Ele estava bastante ansioso em relação à escola nova, já que deixou todos seus amigos na escola em que estudava antes. Volta e meia, encontramos algum coleguinha na rua, que diz que todos estão morrendo de saudades do Gabriel. Bom sinal, de que ele era querido por seus colegas.

É isso. Início de ano letivo, escola nova, amigos novos. Vamos ver como será 2008.

8 comentários:

Cristiane Fetter disse...

Como vai ser?
Vai ser tri legal guria, risos.
Este jeito gaúcho de falar me encanta, adooooooro, tanto que casei com um, risos.
Meu filho ainda não frequenta uma escola, ele vai para a creche, mas todo dia de manhã é a mesma lenga-lenga, - Eu não quero ir, quero "ficá na" casa vendo desenho, quero "ficá com a mamãe".
Quando chegamos lá, ele está sempre envergonhado.
Mas eu o acompanho pela internet e olha pelo que eu vejo, acho que ele me agradece de não ter ficado "na casa com a mamãe".
Eu me lembro bem quando mudei para um nova escola, eu tinha 7 anos, cheguei a vomitar de tanto nervoso e depois foi tudo ótimo.
Vai ser ótimo para eles.
Beijocas

Cristiane Fetter disse...

Carla, vai lá no Tô Doida que tem um presente para você.
Beijocas

http://todoyda.blogspot.com/2008/03/premio-eu-v.html

Carla Beatriz disse...

Oi Cris,

Afinal ontem foi só conversa com os pais, explicando como seria o funcionamento da escola, divisão das turmas, o espaço da sala de aula. Como eles foram divididos em três grupos, meu filho ficou no primeiro grupo e hoje irei com ele, para conhecer a escola e a professora.
A propósito, a lista de material não é tão pequena assim! Tem bastante itens, como lápis de cor, giz de cera, folhas de ofício, brinquedos, jogos, só não é enooooorme como a lista da escola particular. :-)
Então és casada com um gaúcho? Que legal, não sabia disso! De onde ele é? De POA mesmo? Que mistura de sotaques vcs têm em casa, hein?
Merrrrrrmão carioca com o tri legal gaúcho. :-)

Beijos

Carla Beatriz disse...

Cris,

Adorei o presente! :-)

Beijos mil

Ciça Donner disse...

Carla, eu fui professoa em escola publica, para criancas da idade dos seus meninos... minha linda a gente faz o que pode, como pode e do jeito que Deus permite. Espero que tudo der certo por ai.

fiz o meme mas vou deixar para publicar quando nao tiver nada pra falar... sim isso as vezes acontece hahahhaah

Carla Beatriz disse...

Oi Ciça,

De maneira nenhuma estou criticando a escola pública, mesmo porque eu estudei praticamente toda a minha vida escolar em escolas públicas e somente um ano em escola particular e posso te dizer que os professores da pública eram bem melhores que os da particular. Pelo menos, nas escolas em que estudei e naquela época.
Eu sei que as professoras fazem o que podem, como podem e do jeito que Deus permitem e se eu puder colaborar com a escola de meu filho, melhor ainda, já que eu tenho formação de professora (de Matemática, mas desisti de lecionar há mais de 10 anos).

Agora, mudando de saco para mala, fala sério, o que era o teu post de ontem? Ri feito uma doida, lendo teu blog. :-D

Beijos mil

Silvia D. Schiros disse...

Carla, eu não sei bem como é a situação das escolas públicas aí no RS. No Rio, é tão ruim que até o pessoal mais simples faz uma força danada pra pagar lá seus 80-100 por mês para os filhos estudarem em escolas particulares situadas em comunidades carentes.

Aqui em São José, já ouvi falar superbem das escolas públicas. A mãe de uma aluna da ex-escola das meninas, lá no Rio, disse que a filha estudou numa escola pública fantástica aqui, e eu já vi uma que fica à beira de um parque lindo, e onde as crianças parecem ficar muito bem. E o parque é o pátio das crianças. E conheci uma aluna de lá com a mãe, brincando com as meninas, e não me pareceu deixar muito a dever às escolas particulares.

Ana Cláudia Bessa disse...

Carla,
vai dar tudo certo.
eu estudei em escola pública até a quarta série. Só fiz o ginásio em escola particular, depois voltei para o ensino publico.
O maridão, sempre estudou em escola pública.

Vai dar tudo certo!