terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Depois da folga ...


Estive sumida do blog devido ao alto volume de trabalho nestas primeiras duas semanas de janeiro. Mudaram o sistema da empresa em que trabalho nesta virada de ano, de modo que ninguém se achava, nem se entendia, até termos um treinamento para clarear as coisas. Além disso, a empresa foi vendida e ninguém sabe o que irá acontecer daqui para a frente. Só nos resta esperar ...

Quanto ao lado pessoal, aproveitei os dias de folga desde o natal até o ano novo, para passar tempo com meus filhos e fazer tudo o que não consigo fazer durante a semana, já que trabalho. Pude levá-los, pela primeira vez, às aulas de natação, assistir enquanto faziam aula - um em cada turma, já que a Melissa está na turma dos iniciantes e o Gabriel já está mais adiantado. Pude também visitar minha melhor amiga, que não via há um ano, mas mantínhamos contato constante por telefone. Nossos filhos brincaram alegremente a tarde toda, enquanto aproveitamos para botar o papo em dia.

Fui também a Charqueadas, a cidade onde passei a maior parte de minha infância, visitar um de meus melhores amigos daquela época, o Marcos. Ele e a esposa estão no processo de adoção de duas lindas menininhas e eu tive a oportunidade de conhecê-las. O Marcos passou por uma provação muito grande há 3 anos atrás, ficou em coma por 40 dias, desenganado pelos médicos, mas conseguiu se recuperar. Além disso, passou por um transplante de rim no ano passado, doado pela própria esposa. Depois de tudo isso, ambos decidiram tocar a vida em frente, adotando essas crianças.

Agora a maior novidade da semana: comprei um peixe e uma tartaruga para meus filhos, pois eles os viram na casa de minha melhor amiga e quiseram ter um bichinho também, de modo que temos dois novos integrantes na família: Blue, o peixinho, e Turtle, a tartaruga, devidamente batizados pelo meu filho.
Ontem comecei a ler sobre aquarismo e fiquei encantada com tudo que se pode fazer. Já fiquei doida para comprar mais peixes, um aquário grande, plantas, mas o peixinho que comprei é um Beta, o chamado peixe-de-briga, e, por sua agressividade, ele não pode ser colocado junto com outros peixes. A tartaruga tampouco pode ser colocada junto aos peixes, já que ela os comerá, de modo que tenho dois aquários separados, um para cada animal. É incrível como eles reconhecem quem lhes dá de comer - no caso, eu - e vêm junto à superfície, esperando por seus bocados. O peixinho já começa a abocanhar a água, louco por suas bolinhas de ração e a tartaruga fica olhando para minha mão. Eu sempre tive cachorros e gatos como bicho de estimação e nunca pensei que gostaria tanto de ter um peixe ou um réptil como animal de estimação.
Update em 15/01/2009: Infelizmente, o Blue morreu. Ontem à noite, ao chegar em casa, encontrei-o FORA do aquário. Eu não sabia que os Bettas pulavam e deixei o aquário destampado. Como ele ainda se debatia, quando fui pegá-lo, coloquei-o de volta no aquário, mas ele não sobreviveu. Eu fiquei mais triste que meus filhos com a morte dele. :-(((((

8 comentários:

Cristiane A. Fetter disse...

Eu já tive este peixe e um casal que tiveram filhotes, era o Zé e a Zeca, mas infelizmento por causa de uma viagem eles morreram, a pessoa que ficou responsável por alimentá-los deu comida demais e não trocou a água, tem que ter muito cuidado mesmo.
Mas é apaixonante ter um aquário.
bjks

Carla Beatriz disse...

Cris,

Eu estou lendo muito a respeito sobre os Betas, os cuidados, etc., justamente para que ele consiga viver o máximo de tempo possível.
Ele não pode me ver perto do aquário, que já vêm à superfície para pedir comida ... risos

Beijos

Max disse...

Oi Carla,

Que bom ter-te de volta :D!
Contudo, estou feliz por teres tirado uns dias para ti mesma (o que é vital) e para os teus filhotes lindos :)!

Quanto ao teu emprego, mudanças estão a acontecer em todo o mundo: esta crise económica veio para atrapalhar muita coisa..mas vamos ter fé de que tudo correrá bem :)!

Oooh, que peixinho lindo!! Blue é um nome lindo (a simbologia da côr azul é muito nobre: verdade e sabedoria)!
A Turtle também é muito fôfa!
Às vezes temos animais de estimação estranhos...por exemplo, eu já tive uma codorniz...lol...é verdade.

Puxa, o teu amigo esteve de coma? Graças a Deus saiu...e está bem, e vai ser pai :D!

Carla, obrigada por partilhares a tua pausa connosco; amei :D! E é muito bom ter-te de volta!

Beijos

Carla Beatriz disse...

Max,

Sim, desde que me tornei mãe, meus filhos têm sido uma prioridade em minha vida. Eu trabalho fora o dia inteiro e é com muita alegria que eles me recebem no final do dia em casa. Como sou descasada, eles me dão muito trabalho, não consigo nem tomar um banho sossegada, mas não imagino minha vida sem eles.
E é por eles que comprei o peixinho e a tartaruga, pois eles estavam doidos por um bichinho de estimação. Os nomes dados pelo meu filho são devido às aulas de inglês que ele tinha na escola e, coincidentemente, "turtle" foi uma das primeiras palavras que ele aprendeu nesse idioma.
Quanto a meu amigo, foi realmente um milagre ele ter acordado bem e sem seqüelas neurológicas, com exceção de uma amnésia, mas que passou com o tempo. Ele não pode ter filhos devido à sua condição de saúde, por ele e a esposa partiram para a adoção - um gesto lindíssmo.

Adoro tuas visitas! :-))))

Beijos mil

Carla Beatriz disse...

Cris,

Estou muito triste, o Blue morreu ontem. Ele pulou para fora do aquário, eu o encontrei assim ontem ao chegar em casa. :-((((

Gabi disse...

Oi Carla,
Vc pode ter betas em aquarios comunitários sim, desde que tenha espaço pra ele. Ele não gosta de se sentir apertado. E é importante que se tenha apenas 1 beta macho por aquario.
Se for comprar outro beta, não coloque-o em aquarios muito pequenos, use essa metafora: Um ser humano sobrevive em um espaço de 1 metro por 1 metro, mas vive plenamente? Esse peixinho gosta de espaço também. Acontece que ele precisa de apoio pra quando vai respirar fora da água (sim, ele respiram fora da agua) e uma planta artificial é a mais indicada!
Outra dica: Betas precisam de exercícios diários com espelho pra eles abrirem as barbatanas e ficarem lindões. Basta aproximar o espelho do aquário pra ele ver a imagem refletida... Isso os faz abrir as barbatanas!
E sim, eles pulam bastante! ehehe!
Boa sorte com seu proximo peixinho!

Carla Beatriz disse...

Gabi,

Puxa, obrigada pelas dicas! Estou tão desolada com a morte do meu Betta ...:-(((

Agora eu sei que eles pulam ... e que podem ficar em aquários comunitários, mas por enquanto vou ficar só com um e comprar um aquário maior, pois o que eu tenho é de 1 litro apenas!

Beijos

Vera Falcão disse...

Oi, Carla, não gosto de ter animais confinados, mas a minha filha ganhou um betta e então ficamos com ele, mas não durou muito apesar dos cuidados que tivemos; como a Ísis ficou muito decepecionada com a morte dele, comprei outro que também logo partiu pro andar de cima... conclusão: desistimos. Duas dicas que o cara da loja me deu: é bem comum comprar um peixinho desses já doente (eles vão perdendo a cor e literalmente desfazendo-se em pedacinhos) e não manter a água "limpa demais", sempre guardar um pouco da última para adicionar à nova, principalmente nas primeiras trocas, quando o animal está se adaptando ao novo habitat. Espero que tenham mais sorte daqui para a frente!
bjs