terça-feira, 29 de abril de 2008

Você sabe como identificar um Porto-Alegrense?

1. Divide o domingo entre antes e depois da passadinha no Brique ou no Parcão.

2. A partir de julho, pára de comprar livros para aproveitar os descontos e os balaios da Feira do Livro.

3. Odeia o muro da Mauá.

4. Fala mal das praias gaúchas, mas nunca recusa convite para passar o fim de semana em Imbé ou Atlântida.

5. Desfila, em qualquer rua de qualquer cidade, com cuia e garrafa térmica como se fosse coisa trinormal.

6. Ama ou odeia o PT. Não tem meio termo.

7. Acredita que a última batalha não será entre o bem e o mal ou entre a luz e as trevas, mas entre gremistas e colorados.

8. Em uma tarde consegue mostrar todos os pontos turísticos da cidade aos amigos que vêm de fora.

9. Acha que Porto Alegre tem quase todos os defeitos de uma cidade grande e mais algumas desvantagens de uma cidade pequena, mas parte para a briga com qualquer estrangeiro que ouse dizer uma barbaridade dessas.

10. Acredita piamente que existe uma comprovação científica para o fato de o pôr-do-sol no Guaíba ser o mais bonito no planeta. Talvez pelo fato do paralelo trinta passar na Rua da República.

11. Chama o carinha ali de “bagaceiro”, come “negrinho” e “branquinho” e ainda compra “cacetinho”!

12. Diminui metade das palavras e nem se dá mais conta disso: Findi, Churras, Super...

13. Ama Porto Alegre!


O Porto-alegrês é uma das línguas mais difíceis do Ocidente (que não é o hemisfério, e sim um bar em Porto Alegre). Para começar, só existe uma interjeição: “báh!” - que é usada em mais ou menos 462 situações diferentes. Prá complicar, “báh!” tem, também, 497 entonações diferentes: pode ir de um simples “beh!”, até um complicado, “pãh!” dependendo do que se quer dizer.

Tem também as gírias. Porto Alegre é equipada com mais ou menos 15 fábricas de gírias funcionando sem parar. Algumas chegam até a serem exportadas: “viajar na maionese” e “pirar na batatinha”, que agora estão na moda no Rio (?), são faladas há anos, ou em Porto Alegrês, “há horas”. Outras expressões cruzaram a fronteira, mas nunca chegaram a serem compreendidas. “Deu prá ti”, por exemplo, que é o nome de uma música que fez o maior sucesso no Brasil inteiro. Talvez porque pensaram que “deu prá ti” fosse uma sacanagem quando na verdade só queria dizer “chega!”.

Também tem o “trilegal”, mas há horas ninguém fala trilegal em Porto Alegre. Se fala “tribom”, “triquente”, “triafim”, “trigente”, “triafu”(muito usado), “tri” o que tu quiseres.

Mas nada é mais porto alegrense quanto falar: “Tu vai ir?”. Repita agora, com sotaque: “Bah, mas tu vai ir? Bah, mas se tu for, eu também vou ir”. E deu prá ti “viu, guri”?

Não há nada melhor do que poder dizer: “Bah, eu sou de Porto”... com sotaque mais cantado possível... e a cara mais orgulhosa do mundo! :-)

11 comentários:

Mari Thomé disse...

Não sou de Porto mas acho que lugar mais singular não há!!

Amo muito essa cidade!!

E, tímida que sou, só criei coragem de comentar agora :$

Nem sei se lembras de mim na Dell. faz um tempo já. Mesmo assim deixo meu beijo aqui e admiro muito a tua causa do parto normal. Muita gente me acha maluca por querer que meus filhos nasçam assim. Sou totalmente a favor do parto normal!!

Carla Beatriz disse...

Oi Mariane,

Claro que me lembro de ti! Onde estás agora?
Eu tampouco sou nascida em Porto Alegre, mas amo esta cidade! Sou gaúcha e porto-alegrense de coração!

As pessoas te acham maluca por querer parto normal? E eu, que tive dois partos normais, SEM anestesia, SEM episiotomia e o segundo, em CASA?! Sou mais maluca que tu então! hehehe

Eu sou muito feliz com minhas escolhas e adoro falar de meus partos para todo mundo. :-D

Beijos mil

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Nossa!! AMei aquele post sobre "Sem medo ser infeliz" as pessoas ficam medo de ficar triste como se fosse um crime quando na verdade são os momentos mais criativos que a pessoa pode ter.

Amei tudo aqui.

Beijocas

Isa disse...

Rsrsrss, isso ficou ótimo!
Não tem pessoa melhor para entender e falar de um lugar do que aquela que o ama e já o adotou para si, tenha nascido alí ou não.
Gírias são sempre divertidas, principalmente para quem não está acostumado com as locais. E quem faz uso freqüente delas, depois de um tempo nem repara mais que as usa. Eu mesma falo um zilhão e nem percebo =]

Beijos!!

MARIUS QUIRÓZ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARIUS QUIRÓZ disse...

Depois de uma viagem ao exterior (Itália), fiquei um dia no Rio de Janeiro. Parecia que ainda estava em outro país!

Peguei um avião até Santa Catarina e depois um ônibus até Porto Alegre.

A cena do entardecer chegando à cidade é única, maravilhosa e a certeza de estar chegando realmente em casa. Saudade do sotaque, do tempo e das pessoas.

Bjo!

Scliar disse...

Descobri: sou mesmo porto-alegrense! Mas que fim levou Capao da Canoa? Acho que merece um adendo ao post... kkk Agora papo sério: Parabens por divulgar a questao do parto normal: super importante. E tambem o combate ao analfabetismo. Otimo lembrar a questao do analfabetismo lógico-matemático. bzus, ethel

Geo disse...

Carla, em 2007 estive 03 vezes em sua terra, o RS, meu esposo ficou por lá 01 ano. Passei o carnaval no Cassino e em Rio Grande, passeia a páscoa em Gramado e Canela e 0 07 de setembro fui ao Uruguai e voltei a Rio Grande e Bagé. Também conheci Pelotas e algumas outras cidades do Sul. Poá rodamos em 01 dia, vi o pôr-do-sol, o estádio do inter... realmente Poá é uma mistura de capital com interior. Beijos.

Dread disse...

Oi Carla, deve estar chateada comigo né? nunca mais apareci nem nada...

mas é que o meu tempo esta cada vez mais curto, houve algumas mudanças na minha rotina [boas/excelentes] mas isso gerou a falta de tempo, e não me deixou tempo de comentar em blog's bons, com bons comentários... se é que me intende.

mas continuo lendo seus post's via feed amiga.

abraços e sucesso!

Isabella disse...

Oi Carla,

contei desse seu post pra algumas pessoas que conheço q moraram e são de POA e elas acharam muito engraçado!

Deixei uma meme pra vc lá no TQG.

Bjs

Carol disse...

Carla

Muito muito muito bom!!

Peço licença, e darei os devidos créditos, mas tenho que postar lá no blog.
Dei muita risada aqui, guria.

BAH! TRI CERTINHO =)
hauhauhuahua